Brincadeiras de festa junina

Uma boa festa junina não dispensa bandeirinhas, música, dança, comidinhas e bebidinhas típicas e - claro - muitas brincadeiras. E que tal organizar a farra caipira na sua casa, na chácara ou juntar o pessoal do condomínio?
Você pode combinar com os amigos para que ajudem com os pratos e você, como anfitriã, cuida da decoração e da animação do evento.
Primeiramente, mesmo que o espaço seja limitado, procure dividir os ambientes como se fossem barraquinhas, escreva os nomes das brincadeiras em cartolinas e fixe-as em mesas que servirão como divisórias. A dica é adaptar brincadeiras e jogos ao tema caipira, incluindo elementos e símbolos da roça.
Veja  algumas brincadeiras típica para esse evento...  separe o chapéu de palha e a camisa xadrez, porque a festança vai começar!

Boca do palhaço
Em uma placa de madeira com aproximadamente 2 m (altura) x 1 m (largura), desenhe o rosto de um palhaço, colando nariz, cabelos etc. No contorno da boca, faça um buraco e enfeite seu redor. Determine uma distância mínima para os arremessos. O desafio é acertar a boca do palhaço com uma bola pequena para ganhar o prêmio. Todo mundo participa dessa brincadeira, então, é legal ter brindes interessantes para todas as idades.

Pescaria
É uma das brincadeiras mais tradicionais da festa junina, mas, ao invés dos já conhecidos moldes de peixe fincados na areia, a dica é montar o jogo com peixinhos vivos, esses de aquário, em uma piscina plástica. O brinde é o próprio peixinho, que os pequenos levam para casa. Eles adoram! Use uma rede (em forma de coador) na ponta da vara para pescá-los.

Correio elegante
A diversão aqui é a troca de recadinhos entre os convidados, que podem se identificar ou não ao dispararem frases engraçadas de amor ou de amizade. Os organizadores da brincadeira ficam responsáveis pelo leva e traz dos bilhetes. Faça-os com cartolinas coloridas, no tamanho aproximado de 10 x 8 cm, em forma de livrinho ou de coração. Todos os convidados participam e as crianças acham a maior graça!

Bola no alvo
Em uma prateleira, organize objetos numerados que chamem a atenção dos convidados. Por exemplo: bichos de pelúcia, bonecas, carrinhos, caixas de doces, kit de meias. Em outra prateleira, faça placas de papel-cartão, com os mesmos números dos objetos. A brincadeira é atirar a bola e derrubar a placa correspondente ao objeto, que será o prêmio. Podem participar crianças e adultos. Por isso, disponibilize prêmios que despertem interesse em todas as idades.

Derrubando latas
Empilhe, em uma mesa, 9 latas da seguinte forma: 4 latas na base, 3 latas na segunda fileira, depois 2 latas e, na última camada, apenas 1 lata. Em uma distância de 3 metros, o arremessador deve derrubar as latas com uma bola de tecido (feita com meia). Cada participante recebe três bolinhas, para fazer três tentativas. O coordenador anota o número de latas derrubadas em cada tentativa. Vence quem derrubar mais latas. Separe os brindes por níveis: se todas as latas caírem, é dado o prêmio máximo.

Cadeia musical
Organize um espaço que lembre uma cadeia. Se não tiver uma grade para servir de cela, você pode fazer um cerco com cadeiras. Nomeia-se (ou sorteia-se) um delegado e seus ajudantes.  Durante a festa, os convidados levam amigos para a prisão. O prisioneiro só será libertado ao pedir para outro amigo – e esse amigo aceitar – tocar ou cantar uma música que será da escolha do delegado.

Argola
Teste sua mira! Encha algumas garrafas pets com água colorida (use algumas gotinhas de anilina) e distribua-as no chão. Quanto mais distante as garrafas estiverem dos jogadores, maior será a dificuldade. A brincadeira da argola é desafiadora: o participante tem somente 3 tentativas para acertar o alvo. Quanto mais distante a linha de limite entre o jogador e as garrafas mais difícil fica acertar. Faça um teste antes para que não fique muito fácil nem muito difícil para garotada.

Rabo do burro
Você pode fazer o burro com E.V.A. ou mesmo desenhá-lo em cartolina, mas sem o rabo, que deve ser feito separadamente e colado com adesiva dupla-face. Pendure o burrinho na parede e coloque uma venda nos olhos do participante. Rodopie-o até que ele perca a referência das direções. Ele deve tentar, então, colocar o rabo no corpo do burro. Ganha quem conseguir colar mais próximo do lugar certo. É gargalhada na certa!

Cabo de guerra
Uma linha no chão divide o campo do jogo ao meio e os participantes são separados em dois times iguais. Cada grupo fica em fila num lado, segurando uma corda de uns cinco metros de comprimento. O meio da corda deve ficar em cima da linha traçada no chão, e, quando é dado o sinal, os participantes puxam a corda para o seu lado. Vence o grupo que conseguir fazer um participante do outro grupo pisar a linha traçada no chão.

Passa o chapéu 

Peça para os participantes formarem um circulo. Ao ritmo da música caipira, o chapéu de palha vai passando de mão em mão. Quando a musica parar quem tiver com o chapéu sai da brincadeira.      

Bingo
Outra típica brincadeira de Festa Junina é o Bingo! Recorte quantos quadrados forem necessários de uma cartolina para fazer as cartelas. Desenhe nesses quadrados 9 números ou letras diferentes. Aproveite a cartolina para fazer os números que foram desenhados, separadamente, recorte-os e coloque todos dentro de um saco opaco.
Distribua as cartelas para os jogadores, balance o saco para embaralhar os números e vá sorteando um a um. O primeiro jogador a completar uma cartela grita "Bingo!" e recebe uma prenda.

Corrida do milho
Essa competição é feita em dupla. De um lado, uma bacia cheia de grãos de milho; do outro, os competidores. Um integrante da dupla fica com a colher e o parceiro com um copo descartável vazio. Quando é dada a largada, quem está com a colher corre até a bacia, enche a colher com milho e volta correndo para preencher o copo do amigo. O desafio é não deixar os grãos caírem no percurso, que pode ter a distância que os jogadores quiserem. Vence o par que primeiro estiver com o copinho cheio.

Maça na bacia d'água
Pega-se uma  bacia de boca larga, coloca-se sobre uma superfície à altura da cintura, e enche-se de água. Colocam-se dentro algumas maçãs, para que fiquem boiando. Os participantes  precisam então, morder uma das maçãs sem a ajuda das mãos, que devem ser mantidas às costas. Quem conseguir morder a maçã ganha uma prenda.

Corrida com Ovo na Colher
Na corrida com ovo na colher, em que os participantes correm equilibrando um ovo na ponta de uma colher. Quem deixar cair o ovo é desclassificado, ganha quem chegar primeiro com o ovo intacto e sem ajuda da outra mão. Uma outra opção para dificultar a brincadeira é correr com a colher na boca. A corrida também pode ser feita em dupla, o primeiro corredor corre até seu parceiro, entrega a colher com o ovo intacto e o parceiro corre até a linha de chegada. Crie modalidades novas!

Corrida do saco
Na famosa corrida do saco, os participantes pulam dentro de sacos de estopa (de cebola ou de batata) até a linha de chegada. Se não tiver estopa, sacos de lixo, daqueles bem grandes e resistentes, também funcionam. Quem atingir a reta final primeiro é o vencedor. A brincadeira vale para todas as idades. Para ficar mais engraçada, se o saco for bem grande, faça a corrida em dupla.

Corrida de 3 Pés
Para a corrida de 3 pés, formam-se duplas em que a perna esquerda de um é amarrada a perda direita do outro. Dá-se a largada e aquela dupla que correr mais rápido e chegar primeiro na linha de chegada é a vencedora. Cuidado para não cair!

Gostou das sugestões!


Dia do circo - Aula de desenho especial.

No dia 27 de março é comemorado o dia do circo, então que tal uma aula de desenho bem especial, qual a figura mais carismática do crico? O palhaço! Que tal então criar um palhaço de forma bem criativa? Ao invés da criança simplesmente colorir um palhaço que tal ela desenhar seu próprio personagens, para isso dei a cada uma delas a folha e no passo a passo elas foram criando seus palhacinhos, uma aula de imaginação e cores, o resultado foi fantástico! Pelas foto aqui no site você vai entender como foi o processo da aula...

Realizei essa atividade com todas as minhas turmas, das 3 ONGs em que realizo o meu projeto "Desenha que Melhora".   






A escolha da data foi em homenagem ao palhaço Abelardo Silva, que ficou conhecido como Piolim, essa é a data de seu nascimento. Piolim era filho de circenses e cresceu no meio dessas artes, iniciando sua carreira com contorcionismos e acrobacias.

Os circos surgiram em Roma, no século III a.C, onde aconteciam espetáculos de corridas, lutas entre gladiadores ou desses contra animais, e jogos de ginástica. O mais conhecido era o Circo Máximo, que recebia 150 mil pessoas em um único espetáculo.







Gostou da aula? Estou disponibilizando o modelo do palhacinho para que possa imprimir e então realizar a atividade! Clica na imagem abaixo e faça download. 


Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, um entusiasta pelo assunto criatividade, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.


Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 



Novas datas comemorativas.

Olá pessoal! Se fosse para você criar uma data comemorativa que ainda não existe, qual seria o motivo para se comemorar, neste dia seria um declarado feriado? Afinal todo dia pode ser especial quando a gente faz com que ele se torne divertido.  

As datas comemorativas têm a sua importância: lembrar de conquistas, direitos, pessoas que, de alguma forma, mudaram o mundo para melhor, e marcar aquelas que ainda hoje têm um papel importante na sociedade.
Temos como exemplo o Dia do Trabalhador, Dia Internacional da Mulher, (clica no link e veja que atividade mais top eu realizei com os meus alunos para comemorar essa data,mereceu até uma reportagem na tv)
Dia da Consciência Negra,
Proclamação da República.
E acredite existem datas comemorativas  bizarras no final falarei algumas delas...

Essa foi mais uma das atividades que eu realizei no mês de maio de 2017, nas três instituições em que realizo o meu projeto “Desenha que Melhora” e quero com partilhar com vocês alguns dos resultados que surgiram durante a aula...
Olha que data gostosa essa: "Dia da Nutella" essa ideia assim como  a ilustração foi criada pela Ana Luiza, 12 anos. Mas curiosamente falando, sabia que essa data existe desde 2007 "Dia Mundial da Nutella" acessa o site World Nutella Day.


Essa ideia abaixo,  foi criada pela minha aula, Maria Eduarda -12 anos. Esse sim poderia ser decretado feriado mundial, ou pelo menos feriado nacional. 


Olha que ideia divertida essa  





Pensa em uma comemoração gostosa, divertida e por que não uma data bizarra. 
Essa foi uma aula muita criatividade!  E você qual comemoração você criaria? 




Humor no desenho


O que é preciso para entender o humor desses desenhos abaixo? 




Homenagem ao dia das mães!

Em homenagem ao dia das mães, a aula de desenho foi "FRASES QUE TODA MÃE FALA" e nada melhor para homenagear todas as mães do que lembrar as frases que parecem ser as favoritas delas! Sério, com certeza você já ouviu, se não a sua, mas alguma mãe falando várias dessas frases.
Você vai se identificar com esses desenho que foram feito pelos meus alunos, crianças e adolescentes das duas instituições, o Bem Estar e do Portal dos Sonhos,  
Vamos lá:







































Faltou alguma? O que a sua mãe fala?

Esses foram alguns dos desenhos que eles fizeram!!!! O que achou?
Não existe amor como o de mãe!  É ela que se sacrificou em todos os sentidos para te proporcionar a melhor vida que ela poderia te dar. É ela que te ama e aceita com todos os defeitos e falhas. É ela que estará contigo, assistindo dos bastidores, suas vitórias e derrotas. É ela que é eterna, no amor, no carinho e na lembrança! Por isso que, apesar dessas loucuras de mãe, dessa encheção de saco, das cobranças, das regras, das proibições, dos micos e das reclamações, dê valor e ame sua mãe incondicionalmente de volta!

Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, um entusiasta pelo assunto criatividade, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.


Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 




Apelo por doação.


Olá pessoal, acredito que alguns por aqui já devem conhecer o meu projeto "Desenha que Melhora", (esse ano completa 5 anos, veja, clica aqui ). Sou professor de desenho e história em quadrinhos para crianças e adolescentes, tenho mais de 500 alunos dentre diversas ONGs que realizo o meu trabalho com crianças e adolescentes.
Gostaria de fazer um APELO a todos que acompanham e admiram o meu trabalho, gostaria de saber quem poderia doar folhas, seja folhas de rascunho (sabe aquelas folhas impressas de um lado só) para que eu possa usar com meus alunos, seria de agrado caso você possa contribuir dessa forma ou de outra forma!
Quer conhecer mais desse meu projeto, entre em contato comigo... e desde já muito obrigado, abraços!



Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, um entusiasta pelo assunto criatividade, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.


Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 


Qual é o seu estilo de desenho?

É comum eu chegar para dar aula e sempre ter algum desenho que alguma criança fez durante aquela semana e que guardou para me mostrar. Antes falar sobre o estilo de desenho continue lendo esse meu depoimento... como tenho mas de 400 alunos as vezes mesmo pelo nome eu ainda não sei de quem é o desenho. O fato curioso desse desenho abaixo e quando eu estava com a folha em mãos eu já foi direto na assinatura do desenho para saber quem era a a criança que fez a ilustração, fiquei pensando, pensando, pensando e não lembrava pelo nome quem era a criança, mas quando eu vi o desenho "pah" na hora veio a imagem da criança na minha mente, esse desenho é do meu aluno Willian Perreira, 10 anos...

É como sempre eu digo aos meus alunos o que me deixa  feliz é a criança descobrir qual é seu estilo de desenho... e para isso é preciso desenhar treinar muito. Essa é minha missão incentivar e estimular essa garotada. Porque talento todas tem!
Ter um estilo de desenho é algo que não dá para ser ensinado, ele simplesmente nasce de forma natural ou se inspirando, a sua própria maneira de desenhar vai surgindo à medida que você vai praticando e afinando a sua técnica.
Tem pessoas que gostam de desenhar em preto e branco, outras que gostam de colorido. Tem aqueles que fazem desenho realista, aqueles que fazem cartoon, os que fazem mangá (anime), e por aí vai...
Existe diversos estilos de desenho e descobrir o seu próprio estilo é um processo pessoal que pode levar meses até anos e que não pode ser ensinado por ninguém e nem por livros, Um estilo é algo muito mais profundo e pessoal, ele representa o mundo como os artistas vêem, e em outras palavras, a maneira como você enxerga o mundo através do desenho. Tem gente que só sabe desenhar de uma única forma, tem outros que sabem desenhar usando uma combinação e uma variedade de estilos, mas a maioria sempre segue o seu próprio estilo pessoal pois acaba se apegando e se familiarizando com os próprios traços.

Mas aqui vai algumas dicas...

Encontre uma inspiração.
Vá conhecer os trabalhos dos ilustradores que você admira, saber quem foram as inspirações deles. Anote coisas/detalhes que você gostou sobre determinado artista. Às vezes um artista chama a nossa atenção não pelo traço, mas pela forma como usa as cores por exemplo. Ao investigar as coisas que você gosta, você vai descobrir mais sobre você e seu estilo.
Todo estilo é inspirado por outro. Até mesmo Osamu Tezuka, o “pai do anime”, foi inspirado por Walt Disney na criação de personagens com olhos grandes – que acabaram se tornando a marca registrada do estilo. Encontre um artista que você admire e “copie” o seu trabalho olhando como ele desenha corpos e proporções (e como tudo funciona em conjunto). Dessa maneira, você poderá ver a mecânica do estilo alheio.
Reflita sobre o que você gosta de desenhar.
Você já encontrou um artista para “imitar”. Agora, pense consigo mesmo. Com que tipo de estilo você fica confortável? Estilos “afiados”, rápidos, curvilíneos? Suaves, arredondados, marcantes? Que tipos de linhas tornam a sua arte única? É importante tomar essas decisões porque são essas características que definem o funcionamento do seu estilo e dos seus personagens.

Comece!
Você já encontrou um artista para usar como inspiração e já definiu as técnicas de desenho de sua preferência. Agora, pegue pedaços de papel, um lápis e dê partida! De início, faça desenhos aleatórios. Experimente: varie o tamanho e o formato dos desenhos e outras características.

Adicione as cores.
Após desenvolver o básico do seu estilo pessoal, você poderá explorar as cores. Decidir isso é importante porque cria o “ambiente” dos personagens. Sente-se e pense bem. Você prefere cores mais brilhantes, sombrias ou escuras? Gosta de estilos monocromáticos ou mais coloridos?

Faça testes!
Quando você tiver uma ideia geral do estilo de desenho e do esquema de cores, será o momento para testá-los. Será que dará certo? É um estilo versátil ou não? Tente ir a lugares públicos, como shoppings, parques etc. e desenhe o que você vir. Faça variações diferentes das paisagens, e, se elas não funcionarem, continue tentando!
Embora o estilo de um artista nunca fique realmente completo, você chegará a um resultado satisfatório – basta persistir! O produto final será único e lhe agradará; você poderá até criar o seu próprio desenho ou suas histórias em quadrinhos.

Faça diferente!
Agora vou falar uma coisa que vai parecer contraditório, mas não é: não fique preso somente ao que você já sabe ou ao que você se sente seguro(a). Vá treinar outras coisas também. Faça exercícios de observação, de cores, etc. Se você gosta de cartoon, treine um pouco o lado realista também. Se você só faz desenhos com traços, experimente desenhar apenas com luz e sombra. Se você só faz desenhos no computador, tente uma aquarela. E por aí vai.
E o que você ganha com isso? Novas percepções, aprende outras técnicas. Tudo acaba virando uma bagagem criativa pra você.

Então, para evitar de ter essa crise existencial na hora de desenhar e acabar achando os trabalhos dos outros melhores, é bom parar de ficar comparando porque isso só vai te fazer a ficar mais desmotivado. O importante é fazer do seu próprio jeito e o que quer que os outros vejam.

O estilo de cada pessoa traz consigo toda a bagagem e vivência que ela teve, o que a influenciou, etc. Não é uma coisa que dá pra impor. E mesmo porquê, se todos tivessem o mesmo estilo, o mundo do desenho seria muito sem graça, não é?

Avisos
Não se aborreça se você não for totalmente habilidoso nesse ponto. Assim como com qualquer talento, para desenhar é preciso ter tempo, prática e paciência.
Não se irrite se não for capaz de criar um estilo “totalmente seu” em um primeiro momento. Esse processo pode demorar – de minutos a meses!
Não simplesmente copie o estilo alheio.
Muitas pessoas têm estilos parecidos – não se assuste se encontrar algum parecido com o seu.

Exercício
Se você quiser treinar, fica a dica: Desenhe algo que você gosta no seu estilo...
Agora pegue e faça novamente o mesmo desenho em mais 4 estilos diferentes.

Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, um entusiasta pelo assunto criatividade, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.


Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 





Aula de desenho, dia mundial da água.

Aula de desenho, dia mundial da água.
Já pensou em coisas que podermos fazer COM a água?
Tomar banho, lavar o carro, fazer café , lavar roupa, aguar o jardim e uma porção de coisas, agora já pensou SEM a água o que aconteceria. 
Em Homenagem ao “Dia Mundial da Água” criei um novo desafio para as minha aula de desenho que eu chamo de “com/sem” o tema da vez: "Água". 

O desafio é desenhar em uma metade da folha sulfite uma situação do que seria possível fazer COM água e na outra metade o queria o que seria possível fazer nessa mesma situação só que SEM a água... criatividade e conscientização na mesma aula...

Confira alguma das respostas criativa dos meua alunos, crianças e adolescentes da ONG Portal dos sonhos. 




Sem água todo mundo fica triste, até o sol. 
Ilustração feita por Ana Carolina, 11 anos



Sem água a terra fica assim triste e sem jeito... Ilustração feita por Artur dos Santos 


O planeta sem água, fica assim murchinho, tristonho!!! Ilustração feita por Kauan Leite Andrade -10 anos


Se falta água no galão, vamos colocar leite! 
Ilustração feita por Amely 7 anos
 Se não tem mar pra navegar, vamos andar de navio na cidade mesmo! 
Ilustração feita por Ana Gabriela, 10 anos. 

Sem água, banho de pedra!!! 
Ilustração feita por Bruna Souza, 9 anos.


Sem água para lavar a calçada, o jeito é conviver com a poeira (cof, cof) !!! 
Ilustração feita por Maria Cecilia Souza -  8 anos


Diante da importância da água para a nossa sobrevivência e da necessidade urgente de manter esse recurso disponível, surgiu o Dia Mundial da Água. Essa data, comemorada no dia 22 de março, foi criada em 1992 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e visa à ampliação da discussão sobre esse tema tão importante.

Mas diga ai, o que achou do exercício, deixa sua opinião...


Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, um entusiasta pelo assunto criatividade, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.


Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 





Acompanhe também pelo Instagram

Comentar