Releitura "A morte e a morte de Quincas Berro D'Água"

A obra “A morte e a morte de Quincas Berro d’Água”, de Jorge Amado, serviu de inspiração para o professor José Do Carmo, da escola Freitas Azevedo, do bairro Morada Nova, Uberlândia-MG 
Depois de participar, juntamente com o meu projeto "Desenha que Melhora" de uma capacitação de professores que aconteceu no CEMEPE, clica aqui e veja.
Ele me convidou para que realizasse uma oficina de desenho com seus alunos do 9° ano, a ideia é fazer uma releitura dos personagens do conto “A morte e a morte de Quincas Berro d’Água”. 


Como funcionou a dinâmica da aula: Cada grupo ficou de fazer a leitura de um capitulo e ilustra-lo... fiquei impressionado com o interesse dos alunos, que aula aproveitosa, explorar o talento de cada um deles no desenho e reforça o que foi lido no capítulo!!!
A atividade aconteceu em 3 encontros de 1 hora, dias 24 de novembro e 01 e 02 de dezembro de 2016. 


Uma boa releitura irá depender de uma boa compreensão na leitura da obra. Reler uma obra é totalmente diferente de apenas reproduzi-la, pois é preciso interpretar bem aquilo que se vê e exercitar a criatividade. Não só desenhar os personagens, mas se preocupar com a expressão dos personagens, o cenário a vestimentas e outros detalhes, como o enquadramento, os detalhes... 
A releitura da obra mesmo sendo em grupo, cada grupo tem em sua visão particular, mesmo que o personagem seja em comum para os outros capítulos... tendo uma nova visão a respeito da obra original, neste tipo de produção, pode-se criar em novas técnicas e novos olhares a respeito da obra e o resultado foi fantástico.


Como sempre digo, o processo de criação é a parte mais valiosa, lógico que a ilustração pronta é importante, mas é durante o inicio e o término da criação que estão suas inquietações, dúvidas e certezas, vontade de mudar tudo, aquele bate-papo em grupo para saber o que e como desenhar. Ver uma história ilustração pronta, colorida é legal, mas acompanhar o processo é muito mais gratificante, a forma de cada grupo pensa e executa, ver as ideias e a imaginação fluindo... talvez a palavra mais próxima que defina o que vem a ser processo criativo é possibilidades e no meio dessa maré de informações na cabeça, tem a questão do tempo que muito as vezes desfavorece no ato da criação.


Nessa jornada em que o projeto “Desenha que melhora” esteve presente, descobri que há, três tipos de público: Aqueles que gostam de desenhar, ou seja, aqueles que sempre trazem de casa desenhos que já fizeram em algum momento da vida, que querem compartilhar os desenhos que fazem no caderno e que de alguma forma já estão familiarizado com esse universo. Para eles, o projeto dá um incentivo para que continuem a desenvolver o seu talento, ensinando novas técnicas e ajudando-os a se aperfeiçoarem. 
O outro público é os que não gostam de desenhar, aqueles que estão participando desinteressadamente, seja porque alguém lhe impôs, seja por obrigação ou por mera curiosidade.  O terceiro publico, são aqueles que no meio do processo se auto descobrem e reencontram o prazer de desenhar que estava adormecido, o que enche de alegria, pois o projeto tem essa funcionalidade, abrir novas portas e janelas, reacendendo os desejos e a motivação, do entusiasmos, da auto confiança, levando auto estima e desenvolvendo o potencial desses adolescentes. É isso que me faz ter orgulho desse projeto, pois trata-se muito mais que ensinar traços e desenhos, é poder fazer parte de um movimento de transformação.


Quero deixar os agradecimentos ao professor pelo convite e especialmente aos alunos que se empenharam e participaram com sucesso da oficina de desenho, foi fantástico, foi incrível! 

Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.

Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 

      

Encerramento das atividades, Instituto Alexa 2016.

Chega final de ano é tempo de mostrar o fruto do trabalho, essas são histórias em quadrinhos que foram feitas durantes as aulas do projeto "Desenha que Melhora" juntamente com o Instituto Alexa, na gincana dos 2Cons, ao longo de 3 meses, foram diversas instituições, dentre ONGs e escolas. na mostra das histórias em quadrinhos, trabalhos feito por crianças... 


ONG Casa Ipanema 
Centro de Formação São Francisco de Assis - CCAU
Centro de Formação Obreiros do Bem
Centro Evangélico de Apoio a Criança - CEAC
E. Estadual Presidente Juscelino Kubitschek
E. Estadual Professor Leonidas de Castro Serra 
ONG Estação Vida 
E. Estadual Rotary
E. Estadual Alice Paes
Antes de mesmo de começarmos as atividades aconteceu também uma capacitação para os professores...  


Todas as historinhas dentro da temática meio ambiente, o que permite falar de diversos assunto e essa criatividade aliada com o conhecimento é o que fica registrado não só nos quadrinhos quando na vida de quem participou dessas oficinas. 



Encerramento da Gincana 2Cons, aconteceu no parque Siqueroli na parte da manhã e tarde no dia 24 de novembro de 2016 além da mostra dos trabalhos que foram realizado pelo instituto Alexa, como a exposição das histórias em quadrinhos, a exposição de trabalhos brinquedos e brincadeiras feito de forma sustentável. 


Foram diversas histórias em quadrinhos que essa criança criou... 




Porque algumas histórias em quadrinhos estão sem colorir?

O processo de criação é a parte mais valiosa da criação da história em quadrinhos. Lógico que o produto final é importante, mas é durante o inicio e o término da criação que estão suas inquietações, dúvidas e certezas, vontade de mudar tudo e o mais importante os seus questionamentos. Ver uma história quem quadrinhos pronta, colorida é legal, mas acompanhar o processo é muito mais gratificante, a forma de cada criança pensar e executar a imaginação fluindo... talvez a palavra mais próxima que defina o que vem a ser processo criativo é possibilidades., e no meio dessa maré de informações na cabeça, tem a questão do tempo que muito as vezes desfavorece no ato da criação.
As oficinas aconteceram em dois dias de atividades, as aulas acontecem com um processo crescente, no primeiro encontro a criação dos personagens, já sabendo o tema das histórias em quadrinhos, cada criança cria os personagens de acordo que a história que esta em mente, de para casa eles são desafiados a criarem o "rascunho" da história em quadrinhos. No segundo encontro, passar a história a limpo, fazer a arte final, no nosso caso passar caneta preta no desenho e para finalizar colorir o desenho.  

E como sempre digo, quando o professor desses alunos participam junto com seus alunos, a aula rende, fica mais interessante, os alunos são mais motivados, o professor tem o papel de incentivar de motivar essa garotada a continuarem firmes no seus talentos!!!   

Lixo que joga lixo no lixo, já que o ser humano insiste em jogar o lixo fora do lugar certo... 

essa é uma das criações que surgiram durante as oficinas de história em quadrinhos. 


Ahhh esse bonequinho na foto abaixo, me lembro muito bem dele, acesse aqui e veja lá no instagran, clica aqui e veja mais uma  fotos desse dia. Um dos projetos realizado pelo instituto foi em parceria com o grupo Emcantar que realizou oficinas gratuitas através do projeto EcoLúdico, com o temática do meio ambiente, para professores e educadores e pelo segundo ano consecutivo, tive o prazer de participar... 


Obrigado Instituto Alexa, por esse 4° ano de parceria! O instituto Alexa tem sido mais que parceiro, tem sido fonte de inspiração para o meu trabalho...  

Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.

Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 

      




CTBC 10 anos depois.

Já estamos no mês de dezembro, isso me fez lembrar que já se passaram 10 anos, quando participei do projeto "12 CTBC - o jeito feliz de ser", foi bem bacana participar desse projeto...  e nesses 10 anos que passaram muita coisa mudou, inclusive a marca CTBC, que hoje é Algar Telecom, lembro em que esta começando a minha graduação em publicidade e propaganda, no qual eu me formei... e lembro do prazer que foi participar desse projeto, de deixar minha arte estampada na praça de Uberlândia... 







Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.

Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 


Dia da criatividade - Somos todos criativos!

Sim, hoje é dia da criatividade! 17 de novembro! Acredite, todas as pessoas nascem criativas, elas apenas deixam essa criatividade adormecer. Amo esse assunto. Sempre que possivel gosto de palestrar sobre esse tema e fazerem as pessoas perceberem que são criativas, você sabia que tem como treinar a criatividade? Para quem não sabe a criatividade não é apenas um dom e sim um processo, basta colocá-la em prática para estimular o cérebro, ter boas ideias e se tornar uma pessoa criativa. Como dizia Walt Disney: “Criatividade é igual ginástica: quanto mais se exercita mais forte fica”.


Mas como funciona o processo de criação?

Alguns acreditam que o processo criativo se estabelece em quatro etapas:
1 – Preparação: é aquele momento em que você busca referências para solucionar o problema que foi estabelecido, começa a buscar referências internas (memórias) e externas (em livros, sites especializados no assunto, pessoas mais experientes e outros). Muitas vezes essa etapa é ignorada pelos criadores.
2 – Incubação: é a fase em que o criador se desliga diretamente do problema a ser resolvido. É um momento chave onde o consciente cede espaço para o inconsciente trabalhar e muita coisa pode sair desse momento. Empresas como Google,Facebook e grandes agências publicitárias tem áreas especialmente equipadas para essa fase com vídeo-games, mesa de sinucas e afins.
3 – Iluminação: é o clássico EUREKA! Aquele momento em que a ideia vem com tudo. A gente pode ilustrar esse momento como aquela parte do banho em que você pensa na vida e tem uma grande ideia! Geralmente acontece nas horas em que você  não está pensando no problema  - incubação – e é uma das melhores sensações do mundo.
4 – Verificação: a fase em que o consciente volta ao seu lugar para avaliar a solução e ver se ela é realmente viável.  É a razão que deve finalizar a ideia gerada e torná-la tangível.
É claro que isso não é regra. Cada um tem seu próprio processo criativo e conhecer o seu processo é essencial para otimizá-lo! 


Todos vocês meus queridos leitores são pessoas criativas e o que desejo para vocês é que possam passar por situações embaraçosas para que possam sair da zona de conforto e sim exercer a criatividade de vocês. Somos todos criativos. Poderia falar mais sobre esse assunto, mas fico por aqui...  Abraços! 


Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.

Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 

Convite em quadrinhos, jornalista de Uberlândia


Vai casar? Essa é a série “amor em quadrinhos” criada pelo Estúdio Hugo Criativo, uma opção escolhida pelo jornalista Nélio Barbosa e Laura Franco, os convites em forma de história em quadrinhos, são diferentes transmitem o estilo dos noivos, é um convite super divertido que conta um pouco da história dos pombinhos para os amigos e familiares. Além de ser perfeito para os casais mais despojados que optam por uma festa de casamento mais descontraída, faz muito sucesso, o bom de dar um presente personalizado é que ele se torna único e exclusivo além de criativo e original, já pensou seu convite de casamento sendo contado em forma de quadrinhos, é ou não é de surpreender os convidados. Um abraço para o casal. O que acharam?


Acesse esse link e veja outros modelos. 

Personalize sua ideia. 
Faça sua encomenda. 

Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 

Fale conosco 


Projeto Cárie Zero


O Projeto Cárie Zero partiu de um desejo de melhorar a qualidade de vida das crianças e dos adolescentes que são atendidos na ONG Cristina Cavanis, e com isso foi proporcionado a cada um deles um conhecimento sobre hábitos de higiene e alimentação saudável e prevenção sobre doenças bucais. O objetivo foi eliminar o mau hálito, a cárie e outras doenças bucais, fazendo em cada criança e adolescentes a escovação dos dentes e a preocupação com a higiene bucal.  


Conscientizar as crianças desde cedo é uma ferramenta muito importante na prevenção de doenças, principalmente a cárie (por ser uma doença muito comum), pois assim elas já adquirem desde novos os hábitos corretos para uma saúde bucal adequada, e também junto com a família, as crianças tem a capacidade de repassar o conhecimento adquirido. Os pais aprendem muito com filhos, e uma forma simples desse aprendizado chegar aos pais é incentivar os filhos a transmitir e aplicar na sua rotina o que foi repassado pelo projeto.


Esse projeto foi um trabalho com diversas parcerias, alunas do curso de odontologia da UFU (Universidade Federal de Uberlândia) que voluntariamente fizeram  a limpeza e cuidaram da saúde bucal dos inscritos da ONG, além de informar as crianças sobre o quanto é importante mantermos uma boca saudável, pois ela é nosso cartão de visitas. o projeto também contou com o apoio das dentista Flavia Carvalho e da clinica de odontologia UNIQUE, na pessoa da Cinthia e para reforçar todo esse trabalho de conscientização que fizeram com as crianças, fizemos uma oficina de história em quadrinhos.


Um gibi foi o produto final desse trabalho, gibi que contém histórias em quadrinhos feito pelos inscritos da ONG. A parte das orientações teve o apoio das dentistas profissionais e na parte artística, o meu apoio, juntamente com o meu projeto "Desenha que Melhora". O gibi também contem exercícios que desenvolvem o raciocínio e foram ilustrados pelas crianças, além de um jogo educativo nas últimas páginas.  

Dentre todas as histórias em quadrinhos que foram realizadas, essa "Uma história real" merece destaque, pois como diz o titulo isso sim foi uma história real ou quase... clica aqui e veja! 

No dia do lançamento do gibi, foi convidado pela TV Paranaíba, rede record, para falar ao vivo, no programa Manhã Total, e fazer a chamada, o convite, para participarem do lançamento do gibi. 



O Projeto Cárie Zero, também ganhou destaque no programa Band Cidade, o gibi foi um produto que surgiu durantes as aulas de desenho na ONG de forma lúdica e criativa as crianças e os adolescentes, mostraram e registram o conhecimento delas sobre o assunto através das histórias em quadrinhos. 

 

O projeto "Cárie Zero" também foi destaque na TV Universitária... além de falar do projeto, pode contar um pouco de como começou esse meu projeto "Desenha que Melhora" projeto que tem como objetivo incentivar novos talentos, estimular e sempre acreditar nos talentos que é nato do ser humano, sempre incentivando o hábito de ler, escrever e desenhar e fazendo a conscientização de temas importantes de forma lúdica como o desenho.

 


O gibi foi distribuição gratuita, mais de 3000 tiragem foram produzidos, para conferir a versão online, clique aqui. 

O projeto também foi noticia no site Ubernotícia, clica aqui e veja. 

Além das histórias em quadrinhos e desenhos que foram para gibi, criamos também cartão virtual para ser compartilhado nas redes sociais, coisas boas devem ser compartilhadas, assim como um sorriso e esses cartões feito pelas crianças e adolescentes da ONG Cristina Cavanis em parceria com a UNIQUE uma clinica de odontologia de Uberlândia, trabalho foi realizado durantes as aulas do projeto "Desenha que Melhora". 

Estúdio Hugo Criativo#compartilhesorrisosSeguir no

Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.

Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 

Fale conosco

O impacto dos desenhos na vida das crianças

Uma das primeiras atividades lúdicas que apaixonam as crianças é o desenho. As crianças adoram desenhar e colorir desenhos, mas nem só de casas e de passarinhos é feito o desenho infantil. Ele é feito de coordenação motora, de iniciativa e de incentivo ao desenvolvimento de várias capacidades.
O desenho infantil é uma atividade de alto impacto que contribui para o desenvolvimento cognitivo das crianças. Não deve, portanto, ser uma atividade subestimada, ignorada ou desaconselhada, deve ser incentivada através de desafios, de pedir simplesmente que desenhem algo ou simplesmente deixar os materiais disponíveis para que as crianças os utilizem quando sentirem vontade de desenhar. Conheça o impacto dos desenhos na vida das crianças e perceba a sua importância para o desenvolvimento cognitivo da pequenada.




Coordenação motora

O manuseamento do lápis, caneta ou outros materiais de desenho trabalha a capacidade motora fina da criança. Ao aprender a desenhar e a colorir desenhos a criança estará a aprender a controlar os movimentos da sua mão corretamente, aperfeiçoando-os sempre que desenha.


Clique na foto e veja mais detalhes dessa eventualidade.

Estímulo intelectual

O desenho representa um estimulo intelectual que possibilita à criança escapar do mundo real. Ela constrói um novo imaginário, graças à sua criatividade, e adquire um senso de autoestima e de confiança a cada desenho terminado. A oportunidade de se exprimirem através dos desenhos nunca deverá portanto ser desperdiçada.

Clique na foto e veja mais detalhes dessa eventualidade.

Desenvolvimento de capacidades cognitivas

Uma outra vertente positiva do desenho infantil é o incentivo a criar métodos de autossuficiência e solução de problemas por si própria. Incentive a criança a usar cores diferentes, a criar desenhos diferentes e peça-lhe que explique porque desenhou tal desenho. Não pergunte o que a criança desenhou, uma vez que isso revela que não entendeu o seu desenho. Isto faz com que a criança ganhe problemas de autoestima por não se achar capaz de desenhar livremente e ser entendida. Deixe que a criança se sinta orgulhosa da sua obra de arte, uma vez que isso é muito positivo para o seu desenvolvimento.

Clique na foto e veja mais detalhes dessa eventualidade.

Desenvolvimento de expressão pessoal

A par da autoconfiança e autoestima que o desenho traz, este é também o primeiro método de expressão pessoal livre que a criança tem. Deve ser, portanto, incentivado e, quando encaminhado, guardar espaço para que a criança use e exercite a sua imaginação. O sentido de expressão pessoal é muito importante, pelo que o papel do desenho em tenra idade não deve ser esquecido.

Aumento dos laços de afetividade

Ao incentivar uma criança a desenhar, estará a desafiá-la a pôr a sua criatividade em prática. Nesse sentido, estará a criar laços de afeto com ela e com os desenhos que ela faz. O desenho poderá ser uma atividade a desenvolver em casa com os pais ou tutores, não só junto de amas ou jardins-de-infância.




Clique na foto e veja mais detalhes dessa eventualidade.

Treino da concentração

O desenho treina também a capacidade de concentração da sua criança. Ao focar-se no desenho ou no objeto que está a desenhar estará a desenvolver a capacidade de se concentrar em outras atividades. É especialmente importante para os primeiros anos de escola.




Aumento do bem-estar e motivação

No geral, o desenho aumenta o bem-estar da sua criança, faz com que desenvolva capacidades muito importantes enquanto se diverte e motiva-a a continuar a desenhar e a desenvolver novas capacidades à medida que vai crescendo.

Podemos concluir que o desenho, ou a arte de desenhar, é parte essencial da formação da criança. Além disso, contribui para um sentido de expressão do ser, o que permite que pais e educadores interajam com a criança, estimulando a criatividade e a atividade do desenho através de perguntas que encorajem a criança a continuar a desenhar, praticar e, deste modo, desenvolver-se de modo saudável e fluido. Desde o bem-estar à concentração, passando pela criatividade e pela motivação, o desenho é uma atividade complexa e completa que desenvolve tanto capacidades motoras, como das mãos, tal como intelectuais dentro da criatividade até à inteligência.

É por isso que eu amo esse meu projeto "Desenha que Melhora"!

Antes de despedir, para aqueles que ainda não me conhece, te convido a visita o site do estúdio Hugo Criativo, sou Hugo Oliveira, além de ilustrador, sou arte-educador e tenho o projeto “Desenha que melhora” que consiste num curso básico de história em quadrinhos (HQs) ministrado em formato de oficinas, em escolas, associações e instituições, que tem se tornado um belo trabalho devido as parecerias que geralmente são voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. Para saber mais o que é o projeto "Desenha que Melhora" clica aqui e saiba mais de como levar esse projeto para sua escola ou cidade.


Participe da nossa página no facebook.
Acompanhe pelo instragram. 

Fale conosco.

Acompanhe também pelo Instagram

Comentar